14 janeiro, 2021

Mídia interativa e OOH: a importância da experiência

Você já ouviu falar em mídia interativa? Como o próprio nome já diz, ela é utilizada para criar interação com o público nas campanhas publicitárias.

Com a mídia interativa, os anúncios publicitários ficam mais chamativos e interessantes para o público. Assim, as chances dos consumidores lembrarem da sua marca são maiores. 

Por isso, para conquistar um número maior de possíveis clientes, vale a pena investir em peças publicitárias que conversem com o público de uma maneira mais atraente. 

Se você pensa que a mídia interativa pode ser adotada apenas em campanhas online, está enganado. Ela também pode ser muito bem utilizada em propagandas offline

No caso das publicidades veiculadas na mídia out-of-home, a criatividade permite criar outdoors interativos com a inserção de QR codes, por exemplo, que levam o público para o mapa do celular com informações sobre a distância até a loja física mais próxima.

Também é possível criar campanhas com muita interação através da mídia digital out-of-home. Os totens, relógios e painéis digitais possuem tecnologias que deixam a publicidade ainda mais atrativa. 

Confira a seguir o que é a mídia interativa e como as publicidades veiculadas nela ajudam a conquistar o público através da experiência. 

O que é mídia interativa e motivos para usá-la 

Mídia interativa é o nome dado para se referir a comunicação realizada em qualquer meio digital e que utiliza elementos para criar interação entre a mensagem e o público. 

Ela é utilizada com o objetivo de estabelecer uma comunicação mais atrativa para as pessoas que consomem conteúdos online ou propagandas, por exemplo. 

O público pode se engajar mais com a mensagem interativa do que com uma mensagem sem nenhum tipo de interação, por isso ela é muito utilizada. 

Existem diversos elementos possíveis para utilizar na mídia interativa. Alguns são bem simples e outros prendem muito mais a atenção do público.

Você pode utilizar os mais fáceis em suas campanhas, como imagens, ícones, símbolos e textos que conversam com o público. Só de incluir esses itens mais chamativos na mensagem, já é possível criar uma interação.

Para garantir que a mensagem da campanha publicitária chame mais atenção, é possível utilizar elementos imagéticos que se movimentam, como vídeos e GIFs, por exemplo. 

Um dos principais objetivos das marcas ao investir em campanhas publicitárias é causar boa impressão entre o público e aumentar o número de vendas. Por isso, utilizar a mídia interativa em suas campanhas é uma boa opção.

As publicidades com interação, principalmente as que abusam da criatividade, se tornam mais memoráveis entre o público impactado pelas campanhas. 

Assim, a marca será lembrada por suas publicidades. 

Como usar a mídia interativa em campanhas OOH

A mídia OOH é uma ótima maneira de impactar um público mais amplo e atrair mais possíveis clientes. 

Esse impacto acontece porque as campanhas veiculadas nesse tipo de mídia são instaladas em locais com um número alto de circulação de pessoas, como shoppings, estações de metrô, paradas de ônibus e ruas movimentadas, por exemplo.

Para chamar ainda mais atenção desse público que se desloca diariamente da casa para o serviço, faculdade ou para o momento de lazer, é possível adotar a mídia interativa nas campanhas DOOH.

Isso é possível porque algumas telas digitais possuem tecnologias que são utilizadas para promover a interação. 

Como no mercado, em que estão disponíveis totens touchscreen e painéis que possuem sensor de aproximação, câmera e softwares capazes de identificar o clima.

Por isso, a mídia DOOH possibilita veicular outdoor interativo, com vídeos e GIFs que se alteram de acordo com o comportamento das pessoas que passam pela campanha.

Com sensor de fumaça instalado no painel digital, o vídeo mostra um homem tossindo toda vez que alguém fuma perto dele. A campanha da Apotek, marca farmacêutica, tinha como objetivo vender produtos que ajudam a combater o tabagismo. (Foto: Reprodução/ Åkestam Holst)

Para exemplificar ainda mais o uso da mídia interativa do DOOH, imagine que um restaurante instala um totem touchscreen em uma estação de metrô para divulgar seus pratos. Ao clicar nas principais ofertas, o público consegue visualizar o cardápio inteiro do estabelecimento.

Para deixar a campanha mais interativa, o anunciante pode inserir um QR code, que abre o mapa no celular com o endereço do restaurante. Assim, com o uso da estratégia de marketing de proximidade, o público que se interessou pelo cardápio pode se deslocar facilmente até o estabelecimento.  

Outra opção interessante para utilizar nessa campanha publicitária, é alterar os GIFs e vídeos exibidos conforme a mudança no clima, por exemplo. 

O restaurante pode aproveitar a tecnologia que monitora o clima e veicular vídeos dos pratos mais refrescantes quando o tempo estiver mais quente. Já em dias frios, os painéis digitais podem exibir as comidas mais quentes. 

Criatividade no outdoor interativo

Unir a tecnologia da mídia DOOH com a criatividade permite criar campanhas publicitárias interativas e bem chamativas para o público que passa pelo local em que a propaganda está instalada. 

O marketing olfativo, por exemplo, é uma ótima opção para atrair o público pelo cheiro. Ele pode ser utilizado nos painéis digitais que veiculam a campanha de uma marca de perfumes, por exemplo. 

Assim, as pessoas que passam pelo painel sentem a fragrância do perfume e, se gostarem do produto, podem realizar a compra.

Além disso, o marketing olfativo também pode ser usado para trabalhar com a memória afetiva das pessoas. Marcas de carro, por exemplo, podem veicular campanhas com novos modelos de veículos e utilizar o cheiro de carro novo para atrair o público. 

Essa mesma estratégia pode ser utilizada por marcas de alimentos. Como em uma campanha de confeitaria, que pode utilizar o marketing olfativo com o cheiro de bolo que acabou de sair do forno.

Assim, o público que é impactado pelas imagens exibidas no painel digital e pelo cheiro, pode considerar comprar os produtos do anunciante.

Outra forma de criar um outdoor interativo que promova a interação com o público é com o uso de enquetes e quizzes em totens ou painéis que permitem escolher a algumas opções relacionadas aos produtos da marca.

Com campanha interativa veiculada no DOOH, a Pedigree divulgou o lançamento do petisco que promove a higiene dental dos Pets. (Foto: Reprodução/ Direct Daily)

Um exemplo disso é o painel digital veiculado pela marca Pedigree na Nova Zelândia. Nele, o público foi incentivado a realizar algumas ações para brincar com o filhote de cachorro que era exibido na tela da campanha. 

Para isso, as pessoas deveriam escolher algumas opções disponíveis, como brincar com a bolinha, lamber a tela, alimentar o filhote ou lhe dar um petisco da Pedigree. 

Com isso, o novo petisco da marca foi divulgado de forma bastante criativa e interativa. 

Exemplos de campanhas em outdoor interativo 

Como as campanhas em mídia interativa garantem mais engajamento do público com a publicidade, algumas marcas a utilizam de formas bem interessantes e que podem nos inspirar. 

A Netflix, por exemplo, é uma marca que sempre inova em suas publicidades. Para inaugurar a chegada da plataforma de streaming na França, a marca instalou painéis digitais que exibiam trechos das suas séries mais famosas. 

Além de chamar atenção por causa dos GIFs, a campanha também trabalhou com o comportamento do público através de frases que causavam o reconhecimento.

Com GIFS, a Netflix utilizou cenas de suas séries para falar sobre o cotidiano dos franceses.

Outro exemplo bastante inovador, é uma campanha da marca KitKat veiculada em Bogotá, capital da Colômbia. 

Bogotá é conhecida como uma das cidades mais estressantes da América Latina, por causa da quantidade de habitantes e pelo trânsito caótico. Pensando nisso, os painéis digitais instalados em abrigos de ônibus da cidade incentivaram o público a fazer uma pausa e aproveitar um momento de relaxamento.

Com uma tecnologia exclusiva instalada no painel, ao encostar na campanha o público recebia uma massagem.

Com o slogan “Have a break, have a KitKat”, a empresa proporcionou um momento de pausa na rotina corrida dos moradores da capital colombiana através de um painel digital que faz massagem.

E a tecnologia de interatividade também pode ser muito bem utilizada em campanhas educativas

Como exemplo disso, um outdoor veiculado em Londres, em 2014, chamou a atenção do público com o uso da mídia interativa. Essa campanha educativa foi criada para celebrar o Dia Internacional da Mulher e conscientizar a população sobre violência doméstica.  

No outdoor, havia uma mulher com marcas de agressão no rosto. Conforme as pessoas olhavam para o outdoor, os roxos no rosto dela desapareciam

Tudo isso foi pensado com o objetivo de incentivar a população a não fechar os olhos para os casos de violência doméstica.

Imagem do outdoor interativo é modificada cada vez que as pessoas olham para ele. (Foto: Reprodução/ Adweek)

A interação chamativa nessa campanha só foi possível porque havia uma câmera instalada no outdoor. Assim, o sensor da câmera conseguia captar a quantidade de rostos virados para a campanha e alterar a imagem da mulher.

Essa foi uma forma assertiva de chamar a atenção das pessoas que passavam pelo local.  

Gostou do conteúdo? Saiba também o que é mídia programática e como ela vai mudar o DOOH

Deixe seu comentário:

Veja Também

Como fazer um briefing perfeito para sua campanha

O briefing é uma etapa fundamental na hora de planejar as campanhas publicitárias de uma marca, mas você sabe como fazer um briefing e por quê ele é tão importante?  […]

2021 e o OOH: tendências de marketing para sua campanha

O mundo da comunicação é um dos que mais muda com o tempo. A cada alguns meses é possível identificar novas referências e tendências de marketing que vão surgindo e […]

Tipos de segmentação: seja assertivo em suas campanhas

Os tipos de segmentação são cada vez mais utilizados na publicidade para criar campanhas assertivas. Com o uso de dados geográficos, demográficos, comportamentais e até mesmo psicológicos, é possível entender […]