05 agosto, 2019

Descubra como a Mídia OOH pode ajudar com a imagem da marca

Muitas pessoas nem imaginam, mas as marcas também possuem personalidade. E é justamente esse conjunto de características que faz com que uma empresa permaneça na memória e na preferência dos consumidores.

Quanto mais forte for a imagem da marca, maiores as chances de ela conseguir vender seus produtos por preços mais altos, ter mais clientes fiéis e um poder mais amplo de aderência aos seus lançamentos.

É por isso que muitas estratégias de marketing buscam, entre outras coisas, fortalecer a imagem e o posicionamento de marca, diferenciando a empresa da concorrência e criando um vínculo mais forte com seus consumidores.

Entre as inúmeras ações que podem ser usadas para isso está também a mídia out of home, ou apenas mídia OOH. Quer entender melhor essa relação? Continue a leitura!

O que é imagem da marca?

A imagem da marca é entendida como a percepção que os consumidores possuem dela. Uma marca pode despertar inúmeros sentimentos e sensações como: conforto, cuidado, euforia, calma, proteção ao meio ambiente e vanguardismo. Essas características são as formadoras da imagem da marca na mente das pessoas.

A imagem da marca é a impressão que as pessoas têm de uma empresa, que pode ser influenciada, por exemplo, pela forma como ela se posiciona

Ainda que a empresa possa dar um “empurrãozinho” nessas sensações, nem sempre elas estão sob o controle da companhia, afinal, cada pessoa fará uma associação diferente com as marcas e com as informações que são disseminadas sobre a empresa.

Assim, são vários os pontos que influenciam a imagem da marca, como:

Todos esses pontos estão em constante alteração. Por isso, a imagem da marca não é algo estático, mas sim que precisa ser construído continuamente.

Até mesmo marcas sólidas e respeitáveis no mercado podem, por exemplo, ser abaladas com escândalos e problemas, como casos de corrupção, desastres ambientais, entre outras crises de imagem.

O que é o posicionamento de marca?

Se a imagem da marca é algo que não está totalmente nas mãos da empresa e depende de várias interações para ser construída na mentalidade do consumidor, o posicionamento de marca, por outro lado, é a forma como a empresa se coloca perante os clientes.

Podemos entender o posicionamento como a “promessa” que a marca faz ao seu público, não apenas em relação aos produtos que comercializa, mas também às questões intangíveis (como a missão, visão e valores) do negócio.

Por exemplo, a Natura é uma empresa de cosméticos que tem um posicionamento de marca extremamente alinhado com a proteção ambiental e a busca pela sustentabilidade.

Esses pontos são reafirmados continuamente em suas ações, tanto nas campanhas publicitárias, como nos produtos lançados, nas embalagens, na valorização dos ingredientes brasileiros e até nos seus projetos sociais.

O conjunto de ações da Natura ajuda a fortalecer o seu posicionamento de mercado – e consequentemente influencia na imagem da marca na mentalidade de cada consumidor e na diferenciação da empresa em relação às demais concorrentes.

É importante que a imagem da marca se diferencie de seus concorrentes de forma positiva

Um consumidor que se preocupa com a questão ambiental, automaticamente terá uma tendência maior a procurar pelos produtos da Natura do que de outros concorrentes que não têm esse posicionamento e nem esse conjunto de valores.

Em resumo, enquanto a imagem da marca é algo que não está totalmente no controle da empresa e depende de questões subjetivas de cada consumidor, o posicionamento de mercado é o que a empresa promete aos seus clientes, as questões importantes para ela e que a diferenciam da concorrência.

Por que esses termos são importantes?

Tanto a imagem da marca como o posicionamento fazem parte de ações que chamamos de “branding”. Mais do que apenas vender um produto, é essencial comunicar adequadamente quem é a sua marca e porque ela é diferente das demais.

Quando a imagem da marca e o posicionamento de mercado estão bem alinhados, são fortes e consistentes, a relação com o consumidor se torna mais íntima, há maior chance de fidelização e também do que chamamos de share of mind e preço premium.

A fidelização de clientes é muito valiosa para a imagem da marca

O share of mind é a capacidade que o consumidor tem de se lembrar da marca quando citamos o segmento em que ela atua.

Por exemplo, ao falarmos “refrigerante”, provavelmente muitas pessoas se lembrarão primeiro da Coca-Cola. Ela é o top do share of mind. E quanto mais lembrada uma marca é, maiores as chances de ela ser consumida.

Já o preço premium é a capacidade que a empresa possui de vender seus produtos a um valor superior ao dos concorrentes e continuar tendo clientes fiéis. Esse preço mais alto é justificado pelos diferenciais que o produto e a marca apresentam.

Ao consumir um Iphone ou outros produtos da Apple, por exemplo, o consumidor não está em busca apenas de um smartphone comum. Ele está levando para casa toda a promessa da marca de vanguardismo, design inovador, tecnologia diferenciada e também uma “sensação” de “pertencer” a um determinado grupo que consome aquela marca.

Perceba que todos esses sentimentos não estão atrelados às características funcionais dos produtos comercializados, mas sim a questões relacionadas à afetividade com a marca.

Por isso, trabalhar o branding é algo extremamente importante. Afinal, você conseguirá:

Como a mídia OOH ajuda a fortalecer a imagem da marca?

Depois de ler os tópicos anteriores, você já está convencido de que trabalhar a imagem da marca e o posicionamento são itens extremamente importantes?

Apesar de, no caso da imagem da marca, os sentimentos e experiências de cada cliente contarem muito, ainda é possível pensar em estratégias de marketing que ajudem a fortalecer os sentimentos e sensações positivas que a sua empresa deseja despertar nos consumidores.

E nesse ponto a mídia OOH pode ajudar bastante.

Definição de mídia OOH

Primeiro, vamos recapitular do que se trata a mídia OOH. Como o próprio nome indica, ela é toda aquela propaganda que o cliente consome quando está fora de casa. Por exemplo: outdoors, banners, empenas, ações nos mobiliários urbanos, entre outras intervenções no ambiente externo.

As mídias OOH têm bastante influência na formação da imagem da marca, além de ser uma grande aliada do branding

Embora muitas ações de mídia OOH sejam usadas para questões pontuais, como lançamento de produtos ou promoções, ela também é uma aliada importantíssima no branding.

Mídia OOH e Branding

A grande vantagem desse tipo de propaganda é o alto poder de penetração. Afinal, quando as pessoas passam por essas intervenções, elas não podem ignorar a ação. Enquanto em um comercial de TV, você pode mudar o canal, ou ao se deparar com uma propaganda na internet é possível fechar o banner, ao passar por uma rua é impossível “desligar” um outdoor.

E se você passa por aquele local todos os dias, automaticamente acabará “absorvendo” a propaganda, ainda que não queira.

Esse poder de penetração é algo extremamente vantajoso para o branding, pois você poderá usar essa ação para falar com seus consumidores sobre os diferenciais da sua marca ou imprimir características e essências da sua empresa que a diferencie da concorrência.

Assim, ao invés de focar na venda dos produtos, você poderá criar campanhas que demonstrem como a sua marca é inovadora, amiga do meio ambiente, compreensiva, criativa ou outras características que formem o seu posicionamento de mercado e ajudem a fortalecer a imagem da marca.

Como a mídia OOH permite uma dose extra de criatividade, são muitas as maneiras de surpreender positivamente os seus consumidores e fixar essa imagem na mente deles.

Quais as dicas para uma campanha de branding usando a mídia OOH?

Viu só como a mídia OOH pode ajudar a fortalecer a imagem da sua marca? Apesar das informações anteriores, ainda está difícil pensar em uma campanha assim? Separamos algumas dicas essenciais para lhe ajudar. Confira!

Entenda quem forma seu público e saiba quem é sua marca

É impossível falarmos em ações de branding sem entendermos melhor quem é o público da sua empresa – e o que essas pessoas esperam de marcas como a sua.

Entender as necessidades do seu público ajuda no planejamento de uma boa estratégia que favoreça a imagem da marca.

Então foque seus esforços em entender melhor essas pessoas, com pesquisas e outras formas de levantamento de dados. Algumas informações importantes são: idade, faixa de renda, escolaridade, problemas mais comuns que o seu produto ajuda a resolver, fontes de informação, medos e receios, pontos que valorizam em marcas como a sua etc.

Além disso, é difícil falarmos sobre imagem e posicionamento de marca se esses pontos não forem bem definidos pela sua empresa. Não dá para ficar, a cada propaganda, mudando esses itens. Eles são a essência de quem a sua empresa é e precisam ser muito bem definidos e consistentes.

A missão, visão e valores do negócio contam muito nesse ponto. Além disso, considere também a cultura empresarial e os produtos que você comercializa. Para que a imagem seja forte é necessário que ela faça sentido.

Não adianta vender o seu negócio como inovador, por exemplo, se os seus produtos são semelhantes à concorrência, os processos internos na empresa são arcaicos e não há, verdadeiramente, nenhuma preocupação com o tema no seu negócio.

Defina muito bem a ação e a linguagem

Agora que você já sabe qual é o posicionamento e a imagem da marca que deseja comunicar e também quem irá receber essa informação, é mais fácil estruturar a ação de OOH.

São muitos os meios que você poderá usar, desde o tradicional outdoor, até ações inovadoras, como intervenções artísticas ou marketing de guerrilha. O principal é pensar se essa estratégia fará sentido com o que você deseja comunicar e se o seu público receberá bem essa publicidade.

A linguagem precisa ser acessível às pessoas, bem como estar em sintonia com a imagem que você deseja transmitir do seu negócio.

Analise o espaço onde a propaganda será exibida

O espaço onde a mídia OOH ficará é extremamente importante nesse tipo de ação. Afinal, é preciso que ele seja relevante para o seu público e ajude a destacar a sua marca, além de estar em sintonia com a sua campanha de branding.

Alguns pontos que devem ser analisados são:

Metrifique os resultados

Depois de colocar a ação para acontecer, é preciso conferir se ela está dando resultado. As métricas dependerão muito dos seus objetivos. No caso de campanhas de branding, elas estão relacionadas a questões mais subjetivas e podem demorar um pouco mais para os resultados aparecerem.

Metrificando os resultados você é capaz de saber se sua estratégia para fortalecer a imagem da marca está funcionando.

É possível analisar pontos como: aumento da fidelização, brand awareness (“conhecimento de marca”), aderência à novos produtos, propaganda “boca a boca” positiva (como as menções espontâneas nas redes sociais ou na imprensa), entre outros.

Conclusão

Como você viu neste conteúdo, a imagem da marca e o posicionamento são questões essenciais para que uma empresa se torne mais forte no seu segmento, conquiste mais clientes e consiga fidelizá-los.

Para isso, ações de branding são extremamente importantes, e a mídia OOH pode ser um veículo valioso para impactar mais pessoas e aumentar a fixação da sua marca na mente desses consumidores.

Você gostou deste conteúdo? Já está pensando em fazer uma ação de mídia OOH para fortalecer a imagem da sua marca? Entre em contato com os especialistas da Três Meios e saiba como podemos ajudá-lo!

Deixe seu comentário:

Veja Também

Como fazer um briefing perfeito para sua campanha

O briefing é uma etapa fundamental na hora de planejar as campanhas publicitárias de uma marca, mas você sabe como fazer um briefing e por quê ele é tão importante?  […]

2021 e o OOH: tendências de marketing para sua campanha

O mundo da comunicação é um dos que mais muda com o tempo. A cada alguns meses é possível identificar novas referências e tendências de marketing que vão surgindo e […]

Tipos de segmentação: seja assertivo em suas campanhas

Os tipos de segmentação são cada vez mais utilizados na publicidade para criar campanhas assertivas. Com o uso de dados geográficos, demográficos, comportamentais e até mesmo psicológicos, é possível entender […]