03 novembro, 2020

Cinema e publicidade combinam? Muito!

O cinema e a publicidade tem uma história que caminha bem junta. Afinal, a publicidade dos filmes nos leva até os cinemas e o que vemos nas telas também nos influencia bastante.

E dos últimos anos para cá, além dessa publicidade que tem relação direta com os filmes, também vimos o crescimento de propagandas e mídias expostas nesse ambiente.

Mas cinema e publicidade combinam?

Se formos pensar em números, então sim, cinema e publicidade combinam – e muito!

No ano passado, 177 milhões de pessoas passaram pelas 3500 salas de cinema no Brasil e o mercado publicitário no segmento teve um aumento de 60% só no primeiro semestre.

E mesmo com a crise econômica, os cinemas continuam a crescer, pois são uma opção barata e democrática de entretenimento para todas as faixas etárias e grupos.

Vantagens de combinar cinema e publicidade

Com uma audiência que só cresce, a publicidade no cinema apresenta outras vantagens especiais para aqueles que escolhem anunciar em suas mídias.

Ambiente

O ambiente do cinema é mágico e apresenta muitas possibilidades

Por sua estrutura ser nada mais do que uma grande caixa preta, a criatividade pode ir além e explorar essa mídia de formas que seriam impensáveis em outros meios.

É um ambiente multimídia, com alta qualidade de imagem e som e que mesmo sendo fora de casa, ainda traz muito conforto para o público.

Essas características fazem com que os cinemas sejam um espaço diferenciado e de valor para campanhas publicitárias.

Público receptivo

A receptividade do público foi chave para essa ação simples, mas bastante efetiva da L’Occitane.

Tanto pelo conforto, quanto pela voluntariedade de estar naquele ambiente, o público dos cinemas é extremamente receptivo à publicidade.

Quem vai ao cinema costuma estar ansioso pelo filme e de bom humor, por isso, essas pessoas também são mais propensas a interagir com toda a experiência.

E por estarem pagando para participarem desse momento, tudo acaba sendo valorizado, inclusive a publicidade.

Essa abertura é ótima para ações publicitárias, que pedem por uma participação mais ativa público e também funciona bem com inserções da marca em espaços e trailers.

Expectativa

A expectativa é um dos grandes pontos positivos de misturar cinema e publicidade.

A audiência está animada e esperando por um conteúdo inédito e é possível integrar esses pontos para fazer da sua campanha publicitária parte dessa expectativa.

Zero dispersão

Quando estamos no cinema, assistir aos trailers faz parte da experiência como um todo e isso inclui as peças publicitárias.

A publicidade no cinema tem uma dispersão praticamente nula. Nesse momento, sua marca tem a total atenção da audiência e sua mensagem é absorvida integralmente por ela.

E é possível garantir que todas as pessoas daquela determinada sala de cinema serão impactadas pelo seu anúncio, pois, ao contrário das redes sociais, por exemplo, não tem como o usuário pular ou fechar a propaganda.

Meios do cinema e publicidade

Como dissemos, são muitas as opções de combinação entre o cinema e publicidade, principalmente quando falamos sobre os meios disponíveis.

Dentro das salas de cinema podem acontecer inserções de vídeos publicitários nos trailers, ações especiais de interação com o público e até mesmo a personalização dos assentos e portas.

Já na área externa, costuma-se trabalhar com painéis digitais, adesivação, impressão em folhetos e ingressos, patrocínio de combos

Outras formas bastante efetivas de trabalhar cinema e publicidade são com product placement dentro do próprio filme e os clássicos cines drive-in que estão voltando ao estrelato.

Vamos falar um pouco mais sobre essas duas e sobre o mais conhecido meio desse segmento, os trailers.

Os trailers e a experiência

Os trailers  são uma das formas mais fáceis de integrar cinema e publicidade, pois trabalham já com a expectativa do público e não é preciso de muito além de um vídeo publicitário.

Toda a estrutura e atmosfera do cinema já estão preparadas para receber esses tipos de anúncio, então eles funcionam muito bem e cumprem direito o seu papel.

E saindo do básico, com um pouco de criatividade e ousadia, é possível criar campanhas publicitárias que sejam atrativas, surpreendentes e chamem ainda mais a atenção da sua audiência.

Sonho de Valsa

Aproveitando uma data especial e usando dados, a Sonho de Valsa trouxe uma campanha impactante.

Nesta campanha, a Sonho de Valsa inovou ao trazer um cruzamento de dados simples e surpreender os casais presentes nas sessões no Dia dos Solteiros.

Identificando pessoas que compravam dois ingressos, um formulário básico coletava informações sobre o casal, como nome e data do início do namoro.

Com isso, durante os trailers, uma inserção trazia uma mensagem romântica e uma homenagem aqueles que já não comemoravam a data há determinado tempo.

Product placement e a arte da sutileza

Também conhecido como marketing indireto, o product placement nada mais é do que uma estratégia de introduzir um produto ou uma marca naturalmente em conteúdos de entretenimento. Podendo ser em filmes, seriados, revistas, games, etc.

Ao mesmo tempo em que você dá visibilidade para sua marca, o público passa a associar seu nome àquele conteúdo e tudo o que ele representa.

Em 1995, a montadora alemã de carros, BMW, investiu 3 milhões de dólares para fazer com que James Bond trocasse seu clássico Aston Martin por um de seus lançamentos, o Z3 Roadster.

Antes mesmo da estreia em 007 Contra GoldenEye, a BMW já teve um retorno de 240 milhões apenas em vendas antecipadas.

A parceria deu tão certo que foi repetida para o filme seguinte, com um modelo novo.

Os brinquedos de Toy Story

Após aparecer em Toy Story, a lousa mágica da Etch-A-Sketch virou febre.

Outro exemplo que representa com sucesso a parceria entre cinema e publicidade é o product placement em Toy Story.

Muitos dos brinquedos eram da própria Disney/Pixar, mas alguns faziam apenas parte do conjunto e acabaram estourando em vendas, como a tela mágica, Etch-A-Sketch.

Depois da sua aparição no filme, a fabricante Ohio Art viu suas vendas aumentarem 4500% na época.

Pizza Hut 

Para o product placement funcionar é preciso que seja feito de forma natural e que não pareça impositivo ou forçado no filme.

Todo o sentido do marketing indireto é que ele seja sutil e se encaixe bem com todo o contexto do conteúdo, sem roubar a cena.

Isso é, a menos que a ideia seja ironizar a estratégia e brincar com os merchans disfarçados, como no caso de Quanto Mais Idiota Melhor, filme de 1992.

Em determinado momento da comédia estrelada por Mike Myers, o seu personagem, que é um apresentador de televisão, é perguntado em uma entrevista se ele faria algum tipo de publicidade em seu programa.

O personagem então nega veemente, mas na sequência, olha para a câmera e abre uma caixa de Pizza Hut enquanto simula um comercial.

A volta dos drive-in

O drive-in é uma tendência de união entre cinema e publicidade no pós-pandemia. (Foto: Reprodução/Divulgação)

Muito populares nas décadas de 50 e 60, os cinemas drive-in estavam praticamente extintos aqui no Brasil. Com a pandemia, essa passou a ser uma das poucas opções seguras de entretenimento.

E também uma ótima oportunidade para a publicidade out of home.

As marcas, em parceria com agências, redes exibidoras e empresas de entretenimento, já estão aproveitando essa possibilidade para fazer ativações e inserções de mídia em drive-ins pelo país inteiro.

Esse tipo de junção de cinema e publicidade em out of home apresenta ainda mais opções de exposição do que o normal e tem algumas vantagens próprias.

Visibilidade

Com uma tela maior do que a de um cinema comum, sua marca tem mais impacto e mais visibilidade.

Outra vantagem é o poder atingir um número maior de pessoas e principalmente, públicos novos que não te conhecem.

A visibilidade também vem de toda a mídia espontânea gerada pelo evento, que, por ser uma novidade, acaba sendo muito mais fotografado e compartilhado pela audiência.

Valor da marca

Por serem tempos difíceis, marcas que estão oferecendo opções conscientes de entretenimento acabam sendo mais valorizadas pelo público.

Quem estiver por trás desses eventos também chama atenção pela inovação de acompanhar as tendências do mercado, mostrando que a marca investe em sua imagem e seu público.

E tudo isso contribui para a construção e fortalecimento do relacionamento entre empresa e consumidor.

Cinema itinerante: Cine Truck

Com um projeto mais simples que os drive-in, os cinemas itinerantes são uma ótima maneira de aliar cinema e publicidade.

Bastando apenas um espaço aberto, caminhões personalizados com LED proporcionam um telão perfeito para a sessão de filmes.

O Cine Truck também traz cadeiras para o conforto dos espectadores e pode vir acompanhado de alguns outros itens para complementar a estrutura, como praça de alimentação e banheiros.

A grande diferença do Cine Truck para os drive-in é, justamente, a possibilidade de transitar por entre cidades e bairros diferentes. Isso faz com que sua área de audiência e impacto seja ampliada.

Como criar uma campanha publicitária unindo cinema e publicidade

Uma campanha de cinema e publicidade precisa levar em consideração sua ligação com o filme apresentado.

Campanhas de cinema e publicidade seguem as mesmas regras de qualquer outro tipo de campanha out of home, mas é importante se atentar a alguns detalhes particulares.

Alinhamento de conteúdo

Ao fazer sua publicidade em um cinema, principalmente se for nos trailers de um filme ou dentro da sala, é importante que o conteúdo do filme esteja alinhado com a sua empresa.

Por exemplo, não faz sentido passar um vídeo publicitário sobre bebidas alcoólicas em uma sessão de filme infantil. No entanto, pode ser que uma campanha falando sobre carros chame a atenção dos pais que estão de acompanhantes.

Esse é também um recurso inteligente que pode guiar o seu brainstorm para entender como atrair o público de determinado filme para a sua marca.

O canal Fox Crime, em 2013, foi fazer sua estreia na África do Sul e preparou uma surpresa para quem estava no cinema esperando ver um thriller de suspense policial.

Sabendo que o público de determinado filme era o mesmo que buscava, a Fox Crime utilizou cinema e publicidade para anunciar seu lançamento.

Nesse caso, o canal, sabendo que aquele era um público que gosta do tipo de conteúdo, invadiu a sessão para uma ação muito bem sucedida.

Propaganda orgânica

Como dissemos em product placement, é importante que a inserção da marca seja natural no filme e o mesmo acontece para campanhas no cinema.

É preciso pensar em maneiras de trazer a sua empresa para esse ambiente de uma forma que não seja intrusa. O ideal é complementar e não atrapalhar a experiência das pessoas.

Agência

É sempre muito importante ter ao seu lado uma agência que saiba trabalhar com esse tipo de meio.

Experiência ajuda muito e é preciso confiar no trabalho que está sendo feito, pois nem sempre é barato, por isso, procure uma agência parceira para esse trabalho.

A Três Meios tem mais de 30 anos de mercado e já atuou em diversos segmentos do out of home. Podemos te ajudar com o cinema e a publicidade. 

Se gostou desse conteúdo e estiver procurando saber mais sobre mídias externas e marketing, confira outros conteúdos do nosso blog!

Deixe seu comentário:

Veja Também

Como fazer um briefing perfeito para sua campanha

O briefing é uma etapa fundamental na hora de planejar as campanhas publicitárias de uma marca, mas você sabe como fazer um briefing e por quê ele é tão importante?  […]

2021 e o OOH: tendências de marketing para sua campanha

O mundo da comunicação é um dos que mais muda com o tempo. A cada alguns meses é possível identificar novas referências e tendências de marketing que vão surgindo e […]

Tipos de segmentação: seja assertivo em suas campanhas

Os tipos de segmentação são cada vez mais utilizados na publicidade para criar campanhas assertivas. Com o uso de dados geográficos, demográficos, comportamentais e até mesmo psicológicos, é possível entender […]